Resumo das normas da ABNT para playground

Em 2012 houve alterações nas normas da ABNT para playground, após revisão feita pela própria Associação Brasileira de Normas Técnicas em comissão formada em parceria com a Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos (Abrinq), além de entidades oficiais, fabricantes, fornecedores e laboratórios de testes.

A publicação, denominada NBR 16.071 foi dividida em 7 partes e traz diversas orientações para proporcionar a segurança dos brinquedos, dos locais de instalação, além de orientar sobre inspeção, manutenção e utilização do playground.

Mas como é o caso da maioria das normas da ABNT, nem sempre as normas para playground são muito claras e fáceis de serem entendidas.

Pensando nisso, hoje vamos resumir as principais resoluções dessas normas para você, que mora ou administra um condomínio, ficar por dentro das melhores práticas em relação aos playgrounds para a segurança das crianças.

 

Manutenção e segurança

 

A nova norma da ABNT para playground apresenta algumas recomendações em relação à manutenção do local, como por exemplo:

  • É preciso manter o piso nivelado e resistente ao amortecimento de impactos.
  • As peças devem ser lubrificadas e soldadas quando necessário, além de substituir partes que estejam desgastadas ou defeituosas.
  • Os defeitos de pintura devem ser corrigidos e devem ser repostos parafusos, ligamentos, presilhas e fechos.
  • É preciso também verificar se as porcas e os fechos dos brinquedos estão apertados.
  • Tomar o cuidado de manter as áreas livres.

As orientações devem ser rigorosamente cumpridas, inclusive em relação às vistorias no playground. Ela deve ser diária e pode ser feita pelo síndico, pelo agente da comunidade ou mesmo por uma mãe. Essa inspeção serve para se verificar pequenas avarias ou irregularidades que possam colocar a segurança das crianças em risco.

Além da vistoria diária, uma vistoria técnica deve ser feita a cada seis meses para se observar as estruturas e os demais pontos que compõem o local. E anualmente deve-se realizar uma vistoria com responsabilidade técnica, onde é preciso verificar todos os requisitos de segurança listados na norma.

 

Piso e brinquedos

 

As normas da ABNT para playground também recomendam que todas as superfícies destinadas a entrar em contato com os pés devem ser horizontais e uniformes. Nesse sentido, pisos e degraus devem ser espaçados por igual e devem ser macios e feitos para amortecer o impacto das quedas. Exemplos de pisos apropriados:

 

 

Quanto aos brinquedos, eles devem ser separados por pelo menos 1,30 m de distância e devem ser confeccionados com materiais atóxicos. Os parafusos e as roscas salientes acessíveis devem possuir um acabamento de proteção, para que não permaneçam cantos afiados ou agudos. Não deve haver nenhuma protuberância em qualquer posição que represente perigo para as crianças.

Em relação à escolha dos materiais dos brinquedos, eles devem possuir um bom acabamento (liso, livre de lascas, farpas e rebarbas) e não devem sofrer tratamento com produtos tóxicos. Os materiais mais procurados são os de plástico ou de madeira.

É importante ressaltar que qualquer defeito no brinquedo deve ser comunicado ao zelador ou à direção do condomínio. Nesse caso, a interdição do playground deve ser imediata até que se corrija o problema.

Todas as normas da ABNT para playground devem ser seguidas como um verdadeiro manual de segurança, para que se previna acidentes e se evite maiores transtornos. Afinal, é a saúde das crianças que está em jogo.

Aliás, também é fundamental que se opte por empresas que fabriquem equipamentos que estejam dentro dessas normas de segurança.

 

Fonte: http://blog.aquarelaparques.com.br/resumo-das-normas-da-abnt-para-playground/