Pisos de quadras esportivas: tamanhos, normas e usos

A escolha do tipo da quadra esportiva vai depender da finalidade (para diversos tipos de espetáculos ou apenas para competições esportivas) e da tradição esportiva. Além disso, a camada superior deve estar em conformidade com os requisitos da modalidade.
O espaço necessário para a implantação da quadra também tem suas variáveis, como:

 

Mini quadra (recreação infantil): 4x8m; 5x10m;
Quadra pequena: 10x18x5,5m;
Quadra média: 14x28x5,5 m;
Quadra grande: 18x33x6m;
Quadra Poliesportiva: 21x42x7 m;
Quadra para Atletismo ligeiro: 30x60x8m;

 

Os arquitetos brasileiros baseiam-se em referências internacionais, como a norma alemã – DIN V 18032 / 2 – a qual dispõe sobre salas esportivas, salas para ginástica, jogos e múltiplas utilizações, local para atividades desportivas e ensaios; bem como a norma da União Europeia – EN 14904/2006 – “Áreas de pavimentos desportivos – pavimentos interiores para multiesportivos – especificação”; e ainda na norma brasileira – ABNT NBR 14050:1998 – “Projeto, execução e avaliação do desempenho – procedimento”, a qual trata dos sistemas de revestimentos de alto desempenho, à base de resinas epóxi e agregados minerais.

As normas estabelecem critérios quanto à capacidade de deslizamento lateral dos pés; nível de deformação vertical do piso; nível de brilho e reflexo do piso; módulo de elasticidade, padrões de deflexão, energia de recuperação e reflexão da bola, e ainda citam algumas substâncias químicas proibidas.

Os procedimentos da NBR 14050 abordam aspectos relacionados com o emprego de revestimentos de alto desempenho (RAD) como elemento de proteção e reforço em pisos de concreto. As principais características dos RAD são a de possuírem grandes resistências quanto à abrasão, impacto, tração, flexão e aderência aos mais variados tipos de substratos, além de resistência química e a capacidade de resistir a altas e baixas temperaturas. A escolha do revestimento vai depender da função da quadra. Os revestimentos de alto desempenho apresentam características segundo os critérios de ação mecânica, ação química, acabamento superficial, limpeza e superfície de aplicação.

Algumas referências quanto às resistências utilizadas para o desempenho dos RAD são: resistência ao impacto e ao escorregamento; à abrasão; à tração; à compressão; à flexão; e a aderência.

 

TECNOLOGIA DO PISO MODULAR DIMINUI O NÚMERO DE FRATURAS NAS QUADRAS ESPORTIVAS!

Além da capacidade muscular e das técnicas de movimento, a escolha dos materiais e da superfície de treinamento são fatores fundamentais para o aumento da performance e para a prevenção de lesões. Pisos duros, onde não há muita absorção de impacto, podem prejudicar, inclusive, o crescimento de crianças e jovens.
A absorção de impacto é um dos diferenciais desse material, que ajuda a preservar a saúde de quem se exercitar sobre ele. Em virtude da tecnologia construtiva de cada módulo, os níveis de absorção e amortecimento de impactos são excepcionais, preservando a saúde tanto dos atletas profissionais, quanto dos esportistas de fim de semana. Ele é ideal para várias modalidades e situações.

Seja escola ou um clube o piso oficial do Futsal Catarinense e do Basquete 3×3 pode ser colocado na sua cidade, é só entrar em contato com a gente, que garantimos a excelência! Clique aqui!

 

 

Fonte: https://www.direcionalcondominios.com.br/sindicos/materias/item/1732-pisos-de-quadras-esportivas-tamanhos-normas-e-usos.html