3 dicas para construir um playground para crianças no condomínio

O desejo de brincar vem naturalmente para todas as crianças. As brincadeiras são essenciais para a autoestima e o desenvolvimento da mente jovem — desenvolve as competências sociais, verbais e é também uma ótima forma de resolução de problemas.

Como diz o velho ditado: o jogo é o trabalho da criança. Pensando nisso, construir um playground para crianças pode ser uma excelente maneira de incentivar o desenvolvimento infantil de maneira segura e divertida.

Mas você o que deve ser observado antes de se construir um playground? Confira, a seguir, nossas dicas para que o espaço dedicado aos baixinhos esteja alinhado com as diretrizes da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e para que você consiga um local de sucesso no seu condomínio. Vamos lá?

Avalie as necessidades do seu playground para crianças

Como no desenho de qualquer espaço arquitetônico, o processo de concepção de um parque infantil deve começar com a resposta a algumas perguntas tais como: qual a faixa etária das crianças no meu condomínio? Existe a necessidade de alguma adaptação especial? É preciso contratar algum monitor para supervisão? Quantas pessoas são esperadas para utilizar o playground ao mesmo tempo?

Saber como e por quais meios o parque infantil será mantido também podem afetar muitas decisões de planejamento e design. Para solucionar questões como essa, procure a orientação de especialistas no assunto.

Use a imaginação

O playground deve ser um local onde as crianças possam ter a oportunidade de explorar e jogar em seus próprios termos. Ali, elas estão preparando os seus cérebros para as mais diversas experiências sociais. Os brinquedos devem ser pensados de forma que as crianças brinquem juntas e também ajudá-las a desenvolverem um senso de criatividade.

Permitir que os pequenos explorem seus lados criativos, vai ajudá-los a desenvolverem as habilidades cognitivas necessárias para a escola, bem como dar-lhes um enorme impulso na sua autoestima e questões motoras.

Fique atento às normas de segurança

A questão principal na concepção de playground é proporcionar atividades desafiadoras e divertidas fornecendo ao mesmo tempo a segurança das crianças que utilizam o playground. Através da NBR 16071, de 2012, a ABNT elaborou um documento, dividido em 7 partes, que tem como objetivo orientar a segurança nos brinquedos instalados em parques, escolas, playground, áreas de lazer, etc. Estas novas normas substituem as ABNT NBR 14350-1:1999 e ABNT NBR 14350-2:1999. Nos próximos tópicos, confira os pontos a serem observados.

SEGURANÇA EM MATERIAIS PARA REVESTIMENTOS

Para reduzir o risco de lesões devido a quedas, equipamento de lazer devem estar localizados em cima de uma superfície de absorção de choque e impacto, onde cada material de revestimento tem um fator de altura crítica. O piso é próprio para que, caso a criança caia, o impacto seja menor. Invista em pisos modulares da Futura Sports!

PONTAS ARREDONDADAS

Todos os equipamentos devem possuir pontas arredondadas. Desse modo, caso uma criança, por exemplo, bata a cabeça, o risco de machucar fica bem menor do que se as pontas fossem retas.

IDADE APROPRIADA PARA CADA EQUIPAMENTO

Quando pensamos em um playground em condomínio, é importante que ele possa ser acessível ao maior número de crianças. Avaliar as idades esperadas no playground também é importante na hora de escolher as atividades que proporcionarão os níveis adequados de desafio, dentro de limites aceitáveis de segurança.

ACESSIBILIDADE DOS EQUIPAMENTOS

O playground para crianças deve proporcionar atividades para diferentes níveis de habilidade. De fato, não são todas as crianças que conseguirão realizar todas as atividades propostas. Portanto, instale também alguns brinquedos acessíveis de forma a contemplar cadeirantes e crianças com mobilidade reduzida. O uso de rampas é interessante para melhorar a acesso aos brinquedos.

Entre já em contato e faça um orçamento de pisos modulares recreativos!